Archive for maio \28\UTC 2013

Dia Consular em São Paulo – Julho de 2013

28/05/2013

si)

Informamos que a diplomata da Embaixada, Andreja Šimenc, realizará dia consular em São Paulo em 05 de julho de 2013 (começando as 9:00 horas) no prédio do Escritório Comercial da Embaixada em São Paulo, no seguinte endereço:

Embaixada da República da Eslovênia
Escritório Comercial em São Paulo
Av. Paulista,1079
8°Andar
01311-200 São Paulo

Para marcar um horário, por favor, envie um email para vbi@gov.si com a pergunta desejada e também com o horário que seria o melhor para você na consulta. É necessário o envio destas informações para fazer o agendamento.

Para maiores informações, envie um email para vbi@gov.si.

Embaixada da Eslovênia em Brasília
T: +55 61 3365 1445
Email: vbi@gov.si

Anúncios

Comemoração do Dia da Pátria Eslovena – 2013

21/05/2013

si)UNIÃO DOS ESLOVENOS DO BRASIL

ZVEZA SLOVENCEV BRAZILIJE

CONVITE

A UNIÃO DOS ESLOVENOS DO BRASIL tem a satisfação de convidá-los para o

Encontro de Comemoração do Dia Nacional da Pátria Eslovena.

DATA: 15 de Junho de 2013

HORÁRIO: 12:00 hs

LOCAL: Clube Kolping

ENDEREÇO: Rua Barão do Triunfo 1213, Campo Belo

R$60,00 (bebida inclusa)

Menores de 15 anos não pagam

Por favor, confirme sua presença pelo e-mail eventos@eslovenia.org.br

O Padre Saksida e a Cidade Dom Bosco

01/05/2013

A União dos Eslovenos no Brasil pede a todos que ajudem a compartilhar a obra do Padre Saksida e a ajudar através de contribuições na conta bancária do projeto “Cidade Dom Bosco” no Banco do Brasil – ag 014 c/c 5921-8.

Descubra mais sobre a obra em:

http://www.cidadedombosco.org.br/

saksida02 saksida04

saksida03

saksida06

E leia mais sobre o Padre Ernesto Saksida:

saksida01

Ernesto Saksida nasceu em Dornberk, Gorízia, na Eslovênia no dia 15 de outubro de 1919, filho de Josef Saksida e Katerine Vodopivec. Chegou ao Brasil como missionário salesiano aos 16 anos, em setembro de 1935. No país, continuou os estudos e foi ordenado sacerdote.

Foi enviado para Corumbá, onde entrou em contato com as famílias pobres da região e conheceu de perto a realidade local. Percebeu que havia um enorme contraste sócio-econômico entre ricos e pobres.

Tratou de oferecer opções às famílias mais carentes que tinham problemas com a prostituição, o consumo e tráfico de drogas e outras situações que afrontavam a dignidade humana.

Fundou a Cidade Dom Bosco, complexo missionário de atendimento à pobreza, através de escola, assistência social, reforço educacional, formação profissional, atendimento à saúde, ações de cidadania e religião.

Muitas das iniciativas, projetos e obras estão presentes até hoje. Entre elas podemos citar:

– A Adoção à Distância, que até hoje atende centenas de crianças afilhadas que recebem carinho das “madrinhas” do exterior
– O Patrocine uma Criança, onde brasileiros fazem aquilo que os estrangeiros no Adoção à Distância. E esse fato impulsionou o padre a empreender um novo projeto denominado Comissão Pró-Erradicação da Pobreza
– A Escola Profissional Alexandre de Castro
– A Escola Estadual de 1º Grau
– A criação do 2º Grau na Escola Dom Bosco com a ajuda da Associação de Pais e Mestres
– A Escola Agrícola Dom Bosco, erguida às margens do rio Paraguai que abrigava crianças da localidade para a aprendizagem da colheita de alimentos e criação de animais
– A escola ganhou o Laboratório de Eletricidade onde seria ministrado o curso de auxiliar técnico na área
– A Escola de Ballet
– Aulas de datilografia na Cidade Dom Bosco, em convênio com o Senac
– Cursos como o de Arte e Culinária, em parceria com o Sesi
– A contratação de vários meninos para atuarem como office-boys nos Correios
– A Casa do Pequeno Trabalhador onde meninos de rua se transformaram em jornaleiros, engraxates, patrulheiros e vendedores ambulantes; e tiveram o ensino de confecção de sapatos em couro
– O Clube das Mães onde eram oferecidos cursos de corte e costura, culinária e produção de leite
– O projeto Adolescentes Aprendizes que abrigava em indústrias e empresas da cidade jovens entre 16 e 17 anos
– A Tipografia Dom Bosco
– Os Vigilantes Mirins, que tinham como função zelar pela limpeza da cidade
– A Associação dos Ex-alunos de Dom Bosco
– A Campanha Sino da Caridade realizada até os dias atuais durante a época de Natal, para arrecadar alimentos às famílias necessitadas
– A Central Social que se propunha, através de um planejamento participativo, aplicar as verbas e colaborações recebidas
– A primeira Capela e o Salão de Jogos
– Fundou a primeira associação de moradores de bairro no recém-formado estado de Mato Grosso do Sul: a Associação de Moradores e Amigos do Bairro Dom Bosco
– O Centro Padre Ernesto de Promoção Humana e Ambiental (CENPER)
– O Centro Recreativo Dom Bosco
– O Cine Teatro Dom Bosco
– O Clube de Amigos do Padre Ernesto
– O Clube Jovem
– O Clubinho da Amizade
– O Conselho dos Professores
– O Grêmio Artístico Dom Bosco
– O Grêmio Educativo
– O Posto Médico Dom Bosco
– O prédio do Projeto Criança Feliz
– O Projeto Pequeno Herói e Pequeno Herói Pantaneiro
– Os Canarinhos de Dom Bosco, coral composto por crianças

Desta forma, o trabalho desse sacerdote salesiano continua até hoje promovendo o bem na sociedade, em especial entre as crianças, adolescentes e jovens mais pobres.

A história da Cidade Dom Bosco está profundamente ligada ao padre Ernesto Saksida, que foi o fundador e deu sustentação a todas as iniciativas desta “cidade”.

Em 1958 padre Ernesto passou a reunir e organizar os meninos que andavam pelas ruas de Corumbá. Fundou a “Escola Profissional Alexandre de Castro”, que funcionava num pequeno barracão, na periferia da cidade. A escola recebia meninos e meninas pobres, com a finalidade de oferecer formação profissional, para a inserção no trabalho, superando a situação de miséria.

Pouco depois, a pequena escola converteu-se num internato para recolher os meninos de rua que não tinham família ou viviam abandonados, expostos à marginalidade, prostituição e criminalidade. Logo o barracão ficou pequeno. Ainda nesse período, em convênio com a Prefeitura, implantou-se um Centro de Saúde para atender adultos, meninas e meninos pobres.

Após percorrer diversas cidades do Brasil em busca de recursos, conseguiu apoio no exterior. E dessa forma, foi possível continuar a atender aos que procuravam a obra. Aos poucos, vários bem-feitores formaram uma rede de apoio financeiro como a Operação Mato Grosso, entidade italiana ligada aos salesianos, que construiu uma grande escola de alvenaria.

A partir deste momento, a obra começou a se chamar “Cidade Dom Bosco”. Os jovens escolhiam o seu Prefeito e se organizavam em departamentos como numa autêntica cidade.

Recebeu o nome de “Escola – Comunidade”, por oferecer uma educação integral, com aulas e também outras atividades extraclasses e extra-escolares como: banda marcial, teatro, shows, palestras educativas, campanhas de cidadania, envolvendo as famílias e a comunidade toda.

Envolveu-se com movimentos associativos (Escoteiros, Bandeirantes, Vigilantes Mirins, Engraxates, Vendedores ambulantes, Patrulheiros Mirins, e outros). Visando proteger da rua e seus perigos, foi inaugurada a Casa do Pequeno Trabalhador. Foi uma resposta à realidade daqueles tempos, na qual os pequenos trabalhadores puderam ter acesso à escolarização e defesa de seus interesses.

No começo dos anos 80, surgiu um semi-internato que evoluiu até se converter no atual “Projeto Criança e Adolescente Feliz”.

Nos anos 90 foi construído o Centro Profissional Dom Bosco, uma continuação das pequenas oficinas que instruíram muitos jovens nas décadas anteriores.

A formação recebida no Centro Profissional assegura aos jovens maiores oportunidades de trabalho dentro e fora de Corumbá, garantindo a plena execução da cidadania.

A Cidade Dom Bosco é reconhecida como campo missionário e obra social de grande valor e sucesso no combate a pobreza nacional e internacionalmente.

O ano de 1992 foi marcado pela aposentadoria do padre como servidor estadual.

Seu falecimento ocorreu no dia 13 de março de 2013, em decorrência de uma parada cardíaca.

saksida05

Para mais informações sobre a vida e obra do Pe. Saksida clique aqui.