Viagem para a Eslovênia – Por Walmir Franceschi

by

Walmir Franceschi fez uma viagem para a Eslovênia e compartilha conosco sua experiência, recheada de fotos.

———————————————-

Os Lugares

Ljubljana

Moeda: Euro

Língua: Esloveno (mas uma boa parte do pessoal com quem conversamos fala inglês e quem não fala não se assusta)

Chegamos de trem, vindo de Viena. Pouco mais que 6 horas de viagem.

Saímos de carro sentido Veneza. Quase 3 horas de carro. Uma opção boa para entrar/sair, caso as passagens para Ljubljana esteja muito cara é Veneza, aeroporto Marco Polo. A distância é pequena e pode ser feita de carro sem problemas. No aeroporto existem várias locadoras e, só descobri quando chegamos lá, também existem algumas vans que fazem o transfer Marco Polo – Ljubljana por 15 Euros.

Sábados, domingos e feriados uma boa parte da cidade está fechada, inclusive restaurantes e bares. Chegamos no dia 1º de Maio e muitas lojas só vimos abertas na segunda-feira seguinte.

Ljubljana é muito bonita, uma mistura de Praga e Viena, mas de pequeno porte. A parte antiga da cidade conserva o charme do velho mundo, incluindo muitas das construções. A cidade dos dragões, além dos que guardam a ponte, você encontra vários outros em vários lugares da cidade, de bebedouros a puxadores de portas.

Como a cidade é pequena gasta-se um dia andando para se conhecer o centro velho, suas as pontes, suas ruas antigas que acompanham o canal. Lugares que se deve visitar:

– a Ponte dos Dragões

– as Três Pontes

– a ponto dos cadeados (não lembro o nome). Essa estava parcialmente interditada pois alguns dos vidros que fazem parte do piso da ponte se romperam por causa do frio extremo do último inverno.

– o parque Tivoli, muito bonito com suas árvores com várias cores de folhagem (pena que o dia que fomos lá a chuva nos acompanhou todo o tempo). Aproveite e tome um café e coma uma torta no café do parque, que é do mesmo pessoal da Lolita (logo falo sobre essa)

– o castelo. Esse acessamos via funicular e descemos caminhando.

– Metelkova Mesto. O lugar foi uma prisão e hoje é um museu de arte moderna a céu aberto.

De Ljubljana fomos para mais dois lugares, ambos fomos de ônibus, pois o trem está com o trecho limitado por causa de problemas também causados pelo último inverno:

– Postojnska Jama / Postojna Cave. Pegamos um ônibus na rodoviária de Ljubljana (aproximadamente 7 Euros por pessoa por trajeto) e depois de 1:20 estávamos na entrada da caverna. No local é possível escolher entre 4 passeios, mas ficamos apenas com a caverna (aproximadamente 25 Euros por pessoa). O passeio na caverna demora em torno de 1:30 caminhando, mas vale demais a pena, todos os salões da caverna são um espetáculo, incluindo o que está decorado como salão de festas.

– Bled. No mesmo esquema da caverna, pegamos o ônibus na rodoviária e depois de uma hora e pouco estávamos no lugar. Bled é um lugar e outro mundo!! O dia que fomos estava muito claro e com céu limpo, era possível ver os Alpes claramente. Atravessamos o lago até a igreja (meu irmão que remou a ida e a volta, não pegamos o barco coletivo. 20 Euros por uma hora e mais 10 por hora adicional), visitamos a igreja e tocamos o sino. De volta a margem subimos a montanha e descemos com o bobsled (8 Euros por uma descida, 11 por duas. Conselho, pague duas: a primeira você entende como é e a segunda você aproveita a descida). Como passamos o dia por lá, o almoço foi no Chili, um restaurante mexicano no meio da Eslovênia, vale a pena o rango do lugar: saboroso e bem servido.

Lugares para se degustar em Ljubljana:

– Lolita. Para se tomar um café e comer uma torta a beira do canal no final da tarde. Eles também cuidam do café no parque Tivoli.

– Hisa Slovenskih Domacih Jedi POMF. A comida é muito boa, masnão será a melhor que você comerá por lá. O atendimento de primeira e a carta de vinhos eslovenos fazem valer a pena.

– Dvorni Bar – Wine Bar. Uma larga carta de vinhos eslovenos e internacionais em um ambiente muito legal.

– Cupiteria Hijo De Puta. Rango saboroso em um lugar bem bacana. A cerveja da casa é muito boa. Prove também o goulash com polenta.

– Tandoori. Restaurante indiano que serve o rango em mesas numa praça do outro lado da rua. Cuidado com os pardais, eles roubam sua comida.

– Julija. Restaurante no meio da cidade velha com um cardápio de comida típica eslovena bem variado. Comida bem saborosa.

– Vineria Del Ponte. Para comprar seu vinho esloveno (o vinho Kmetija Princic é da família de amigos do meu irmão) e levar para tomar em casa. Se for apreciador de cerveja, prove a LOM, uam cerveja de castanha.

– Cafe Romeo. Uma carta recheada de crespes doces e cervejas. A comida salgada também é muito saborosa.

– Picnic e Loving Hut, se você é vegetariano ou vegan.


——————————

Caso queria compartilhar sua história também, nos escreva.

Anúncios

Uma resposta to “Viagem para a Eslovênia – Por Walmir Franceschi”

  1. Fernando franceschi Says:

    Nao tem nenhuma foto minha??? Hahahah

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: