Contato

e-mail / e-naslov

contato@eslovenia.org.br

ou

eslovenosnobrasil@yahoo.com.br

25 Respostas to “Contato”

  1. Jurij Slavec Says:

    Olá, sou Jurij, filho do Peter Slavec. Eu e minha esposa Camila gostaríamos de deixar aqui nosso contato e também exprimir nossa felicidade por termos agora este blog para mantermos contato com os eslovenos do Brasil, afinal estamos morando em Montréal agora.
    Parabéns pela iniciativa!
    nosso e-mail: …@….com.br
    nosso blog: http://www.jurijecamila.blogspot.com
    Saudações!

  2. veronica vania suhadolnik Says:

    Muito importante e oportuno a iniciativa de manter informações, eventos, novidades e conhecimento, relacionados ao eslovenos.

  3. Alexander Hlebanja Says:

    Parabéns
    Ficou muito legal
    Uma otima ferramenta para os interessados acompanharem as atividades da UEB
    Ja adicionei nos meus favoritos e vou acompanhar
    Forte abs a todos

    • Carla Kreinz Says:

      Sandro, como vai ?!!! Creio q vc seja o filho do Yanes . Muito amigo do meu falecido pai Herbert Kreinz. Estou tentando contato para ter notícias. Abs

      Carla Kreinz

  4. João Carlos Gerk Says:

    Sou descendente de eslovenos, família do Estado do Rio, moro em Florianópolis-SC e gostaria de saber mais sobre a União dos Eslovenos do Brasil.

    Obrigado e aguardo notícias.

    • Fernando Paternost Says:

      Caro João, no site da UEB você encontra uma descrição das funções (estatutarias) – no link Quem Somos.
      A UEB nasceu da reunião dos eslovenos e seus descendentes na cidade de São Paulo (onde se encontra a maior parte da colônia). Esse grupo de amigos se manteve unido e ajudou a manter a cultura eslovena entre seus membros.
      Hoje a UEB é uma organização reconhecida oficialmente pelo governo esloveno e que ajuda a difundir a cultura eslovena aqui no Brasil. A UEB tem 2 encontros anuais na cidade de São Paulo (independência eslovena e natal) e mais as aulas de língua eslovena como suas principais atividades.
      Caso queira informações mais detalhadas, por favor entre em contato com o email do blog (eslovenosnobrasil@yahoo.com.br) ou com o email do site (contato@eslovenia.org.br).

  5. Mauro Schwartzmann Says:

    Boa tarde, tenho recebido com freqüência informativos da União dos Eslovenos no Brasil, mas gostaria de me associar. Já tentei fazer essa inscrição por Internet, mas não consegui. Podem me orientar como proceder? Sou neto de Eslovenos (Krasovic), já estive no país duas vezes e gostaria de participar mais das atividades… Obrigado.

  6. Agnes Jancar Says:

    Acabo de acessar o site da UEB e gostei da iniciativa do blog. Uma forma de comunicação e divulgação muito importante!

  7. daniel pavsic Says:

    sou daniel pavsic, gostaria de saber onde fica o club dos eslovenos em sao paulo.

  8. MARCUS VINICIUS GUERRA Says:

    Bom dia!

    Meu nome é Marcus Vinicius Guerra, sou bisneto de uma senhora chamada URSULA PRIMOZIC, que supostamente veio da Áustria entre 1880 e 1900 juntamente com seus irmãos PEPE, CATARINA e MARIA, e seus pais, dos quais não sei o nome, mas que sabe-se que morreram de febre amarela logo depois de sua chegada ao Rio de Janeiro. Parece que URSULA era a caçula e foi entregue pelos irmãos a uma família de Niterói para ser criada e educada. Ela morreu quando minha mãe, hoje com 72 anos, era ainda uma criança, mas minha mãe relata que ainda se lembra do falar confuso da avó. Bem, sou Oficial Superior da Marinha do Brasil, encontro-me na Reserva e trabalho hoje em dia no Offshore como Comandante de PSV, estando prestes a completar 55 anos. Recentemente, conversando com um senhor alemão em Itajaí – SC, descobri que a Eslovênia fez parte do Império Austro-húngaro entre 1860 e a Primeira Guerra Mundial, e que os eslovenos começaram a vir para nosso país nesse período, assim, como PRIMOZIC é um sobrenome esloveno, acho que provavelmente foi da Eslovênia que minha bisavó imigrou, mas não sei como desvendar e levantar toda a estória dessa família. Tenciono descobrir a ramificação da família que permaneceu na Eslovênia e tentar contactá-los. Minha mãe tem uma única irmã viva, tia ORLANDINA, hoje com 80 anos, que mora em Santos – SP. Caso encontre parentes distantes na Eslovênia, pretendo visitar aquele país para que minhas mãe e tia os conheçam. será que as pessoas que participam de alguma forma desse blog podem me ajudar? O que devo fazer? Como descobrir quando meus trisavós chegaram ao Brasil? De que parte da Eslovênia eles vieram?
    Agradeço a quem puder me dar alguma orientação!
    Atenciosamente,

    Marcus Vinicius Guerra

    • Carla Kreinz Says:

      Prezado Marcus, creio q a essa altura ja deva ter conseguido caminhar na sua busca. Aconselho fazer sua pesquisa no Museu do Imigrante ( foi la q comecei a minha ), e no Arquivo do Estado de SP ( são maravilhosos ). Segue link :

      http://200.144.6.120/memoriaimigrante/pesquisa.php

      atenciosamente

      Carla Kreinz

      • Marcus Vinicius Guerra Says:

        Boa noite, prezada Carla!

        Realmente fiz vários contatos, inclusive com Fernando Pasternost, que me deu algumas dicas. Acabei descobrindo até que uma pessoa que trabalhava na mesma Instituição que eu, de nome Hermann Gerk, também era neto de esloveno e obtive, assim, novas informações sobre a região de origem do sobrenome de minha bisavó, que é mais para o lado da Croácia atual. Creio que meus trisavós embarcaram no porto de Trieste, mas ainda não tenho confirmação disto. Infelizmente tenho me ausentado muito de casa e sobra-me pouco tempo para pesquisar com profundidade. Minha mãe, hoje com 75 anos, por outro lado acha que não devo levantar a árvore genealógica por entender que os mortos devam ser deixados em paz. Ela é muito geniosa e este é um traço marcante em sua família. Agradeço-lhe imensamente pelas orientações, vou segui-las e certamente novos mistérios serão desvendados!
        Saudações,

        Marcus V. Guerra

  9. silvio dobravec Says:

    ola ,gostaria muito de saber do clube dos eslovenos e da cultura e queria muito participar de eventos realizados por colonia eslovenia, pois sou filho de esloveno e gostaria em breve viagar para eslovenia ficarei muito grato a quem puder me dar alguma orientação!!!atenciosamente;SILVIO DOBRAVEC

    • Nilva Tusek Says:

      Bom dia Silvio, vi o seu contato na net agora,
      existe uma associação em São paulo na Vila Mariana,
      já gomos lá, um ambiente super agradável, são mais pessoas descendentes de eslovenos.
      Não sei se ajudei, mais qualquer coisa deixo meu e mail para qualquer esclareciemnto,
      sou casada com um esloveno, mori alguns anos lá, e a 8 anos estamos morando em Curitiba,
      nilvatusek@brturbo.com.br
      Att,
      Nilva Tusek

  10. Štefan Bogdan Šalej Says:

    Parabens.Excelente.Stefan Bogdan Šalej

  11. Milena Says:

    Ola a todos!
    Sou brasileira, mas casada com um esloveno. Acabamos de nos mudar pro Brasil, estamos morando em Curitiba. Gostaria de saber se tem algum esloveno/descendente em Curitiba…

  12. Francisco Diez Says:

    Sou brasileiro e tenho cidadania espanhola. Recentemente recebi meu visa, juntamente com minha familia, para viver em Kamnik. A partir de hoje nao pouparei esforcos para contribuir com o engrandecimento desse pais singularmente maravilhoso para se viver que bondosamente me acolheu. Obrigado Eslovenia. Grande Eslovenia. Linda Eslovenia. TE CONHECO HA TRES MESES MAS JA TE AMO. Francisco Diez, Kamnik, Eslovenia.

    • Nika Schmidt Says:

      Hi Francisco,
      we are living now in Domžale and we would like to meet you. I’m Slovenian and married with brazilian.
      We can meet each other and have some coffee or dinner.
      Here is my telephone number if you want to contact us.
      Beijo,
      Nika Schmidt
      Tel: 031/**9-**0

  13. Nika Schmidt Says:

    Pozdravljeni v Brazilijo,
    me veseli, da sem vas našla na netu. Sem poročena z brazilcem in se v naslednjem letu seliva v Brazilijo (v Espirito Santo), trenutno sva v Sloveniji. Zanima me, če mi lahko kdo svetuje, kako je v braziliji kaj z učenjem portugalščine in če ima kdo izkušnje s carino, glede prevoza osebnih stvari v Brazilijo…baje so njihovi zakoni in davki komplicirani in veliki. Bodite dobro in se naslednje leto že vidimo.
    Beijos, Nika Schmidt
    nika.schmidt@masterline-int.com

  14. Zoran Says:

    Pozdravljeni
    Pri brskanju po netu sem naletel na vašo spletno stran. Pravzaprav vem, da so povsod skupnosti kjer lahko dobiš prvi stik in malo pomoči v novem okolju. Srčno upam da mi odgovorite.
    Namen imam priti v Brazilijo ter tam tudi poiskati delo. Trenutno se nahajam v Španiji a odhod v Brazil se bliža. Trenutno niti ne vem v katero mesto je bolje it najprej Sao Paolo al Rio. Vsekakor se bom odločil na podlagi kontakta kogarkoli od naših zamejcev, ki so me pripravljeni sprejet za nekaj časa. Sem zelo preprost in nezahteven ter poln idej o tem kako se preživet. Če vam ni odveč si prosim oglejte tole spletno stran.
    http://www.klovnzokipoki.si
    Bi bilo to lahko ena izmed panog za preživljanje?
    Poleg tega sem tudi učitelj plesa in še se najde znanja ki ga imam.
    Zaenkrat toliko. Hvala, da ste si vzeli čas za mail. Lep pozdrav
    Zoran Mirčeta

  15. Laila Says:

    Bom dia, sou neta de esloveno, porém meu avô faleceu fazem 2 meses e estou procurando alguém que fale esloveno pra poder fazer uma tatuagem!
    Ele era o único que falava na família, será que existe a possibilidade de vcs me ajudarem?
    Att
    Laila

  16. Maria Possidonio Says:

    Boa tarde. Ha pouco mais de 4 anos meu marido é patrono de um time de futebol dentro do clube do SP, escolheu como time para o campeonato interno a Slovenia. É um time muito unido e somos uma grande família, gostaria de mostrar mais coisas sobre este país tão lindo. Gostaria de saber se há onde comprar comida, doces e uma bandeira. Quem sabe saber um pouco mais sobre seu país. Obrigado

  17. Rogério faidiga Says:

    Olá. Por gentileza gostaria de saber quais os passos para obtenção de cidadania eslovena.
    Grato
    Rogério

  18. Francisco Says:

    Olá Rogério. Eu estou passando pelo processo. No ano de 2013 fui viver naquele lindo país com esposa e dois filhos. O que me exigiram foi que eu tivesse cidadania de algum país da Comunidade Europeia (meu caso é o espanhol), tivesse renda mínima que à época creio oscilar em torno de 1.000 euros e só. Passei então a juntar documentação comprobatória, traduzi e apresentei na imigração. Fácil assim, eles são muito cordiais mas o Inglês não é suficiente para conversar nas repartições públicas. É interessante que você consiga algum conhecido que fale o esloveno para te acompanhar nessa batalha. Foi o que fiz. Conheci ali um rapaz brasileiro que estudava e falava o idioma. Ele me ajudou muito. Tive sorte em conhecê-lo. Depois, você fica com autorização de moradia por cinco anos e após este período você recebe a autorização permanente. Não sei se fui útil e caso me engane em algum dado, me corrijam. Um abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: